28
set
PR DE CAUSA: COMO ATIVAR E COMUNICAR PROPÓSITO NAS ORGANIZAÇÕES

Empatia, engajamento, propósito, redesenho. Palavras como essas, que remetem à iniciativas concretas, nunca foram tão usadas como neste 2020 de enormes transformações. Um olhar atento sobre a realidade nos leva muito além do home office subitamente incorporado ao dia a dia de todos nós e dos efeitos meramente econômicos da pandemia. Esse cenário inédito de mudanças permanentes veio para ficar e exige novas e profundas reflexões.

Líderes e empresários em todo mundo estão reimaginando os negócios para servir a humanidade nesse contexto do “novo normal”. Já está claro que a mentalidade do lucro acima de tudo geralmente resulta em riscos iminentes por não contemplar todas as variáveis e stakeholders envolvidos direta e indiretamente. Estamos sendo desafiados a olhar e caminhar em direção a profundas mudanças sociais e ambientais.

A consciência de nossa interdependência nos levou a buscar soluções para complexidades humanas e naturais sem precedentes. Assim, as causas aparecem como forma de entregar transformações sociais a partir de negócios mais conscientes. As empresas terão um papel fundamental no estabelecimento de objetivos, acordos e compromissos públicos em relação às transformações necessárias. E elas  não farão sozinhas, serão grandes agentes de disseminação e impulsionamento.

Para isso, a mobilização por transformações a partir de causas deve passar por:

1.      Alinhamento da escolha da causa com os valores praticados

2.      Transparência com o propósito e os meios de dar suporte à causa

3.      Engajamento dos público ao redor como forma de ampliar o movimento

4.      Ir além das doações financeiras, pense como o seu negócio pode contribuir para impactar positivamente a sociedade neste tema

Toda organização tem um papel social – independentemente do porte, setor, tipo de negócio ou público-alvo. É a missão dela para o mundo. Ou seja, qual o impacto de sua existência para a sociedade. Em outras palavras, ela nasceu para resolver qual problema do mundo. Isso define sua existência e contribuição para a sociedade. É o propósito e a causa, a intersecção entre as paixões e os talentos de uma organização e as necessidades da sociedade.

Se o posicionamento reflete genuinamente o propósito social e os valores do negócio e é respaldado por evidências de ação, a recompensa pode ser um impacto poderoso e positivo na reputação e nos relacionamentos. É preciso ser relevante, estar no contexto do mercado e ter ação. Desta forma, são construídas relações ganha-ganha-ganha em longo prazo.

A visão de futuro para a causa escolhida é fundamental e pode nortear a atuação e o futuro da organização. Para isso, os objetivos do Desenvolvimento Sustentável (ODS), que fazem parte da Agenda 2030, são uma excelente referência para a próxima década. São 17 grandes temas que podem direcionar como sociedade precisaremos priorizar. A Plataforma Agenda 2030 é um convite a todas e todos para embarcar nessa jornada coletiva – sem deixar ninguém para trás.

As necessidades de transformação são urgentes e o futuro que queremos passa pela regeneração social e ambiental. As organizações com causas assumirão o protagonismo desta transição que já começou.